Início » Notícias » 10 curiosidades sobre Husky Siberiano
Pets

10 curiosidades sobre Husky Siberiano

Não há quem não admire a beleza deste cão que, entre todos os outros, parece mais com os lobos. Os olhos raros e a pelagem densa chamam a atenção por onde passam, mas as curiosidades sobre Husky Siberiano também impressionam.

Se você tem vontade de saber mais sobre essa raça, continue a leitura. Listamos dez curiosidades que tornam esse animal ainda mais incrível, como a capacidade de vocalização e muito mais. Nunca mais você vai olhar o Husky Siberiano como antes.

Origem do Husky Siberiano

Como o próprio nome diz, ele tem origem na Sibéria, durante a pré-história. Os primeiros tutores faziam parte da tribo nômade conhecida como Chukchi, colocando os animais para puxar trenó e caçar.

A raça começou a se expandir por conta das competições de trenó. Em 1909, os cachorros chegaram ao Canadá para competir e sempre se destacaram em provas de longos percursos.

Nos anos 90, os Huskys também passaram a ser vistos como animais de companhia, principalmente na América do Norte. Assim, eles foram se perpetuando pelo mundo. Porém, as regiões mais geladas continuam sendo os locais onde habita o maior número dessa raça.

Junto da origem do Husky Siberiano, adiantamos algumas particularidades desse cãozinho, como o título de uma das raças mais antigas do mundo e a características de ser um exímio puxador de trenó. Quer conhecer mais sobre ele? Veja a seguir.

10 coisas que você não sabia sobre o Husky Siberiano

Se essa raça já é um espetáculo à parte, prepare-se porque ela será ainda mais admirada quando você descobrir as principais singularidades. Confira dez curiosidades sobre o Husky Siberiano a seguir.

1 – Heterocromia

Este é o nome dado à presença de um olho de cada cor. A explicação para essa característica que causa grande fascínio é hereditária. Esse fator não é apenas privilégio dessa raça, já que existem outros cachorros com olhos diferentes.

2 – Vocalização

Assim como os lobos, os uivos desse cachorro têm grande potência, podendo ser ouvidos em até 15 km de distância. Contudo, não são somente os uivos que surpreendem! O Husky emite sons diferentes, como se estivessem cantando ou chorando.

3 – Antiguidade

Estudos genéticos, realizados com mais de 161 cães de estimação, comprovaram que o Husky é o quarto cachorro mais antigo do mundo. Como dito acima, ele prestava serviço a tribos, que se aproximavam aos esquimós, por isso, era considerado um membro importante da comunidade.

4 – Neve

Ele não nega as origens! Vindo de regiões geladas da Rússia, onde a neve predomina, esse cachorro se sente muito à vontade neste ambiente. A água e a folhagem também fazem parte do grupo de lugares preferidos dele.

5 – Corredor exímio

Lá atrás, quando esse cão trabalhava para a tribo Chukchi, era encarregado de transportar alimento e abastecimento, tarefas que não foram escolhidas à toa! Além de resistir bem ao frio, o Husky cumpre percursos mais longos com louvor.

6 – Adaptação ao ambiente

Da mesma maneira que a neve não é um obstáculo, o clima temperado também não é um sério problema para esse animal. Ele se adapta bem ao ambiente onde está.

7 – Semelhança com os lobos

As orelhas pontudas e o focinho alongado fazem com que o Husky seja um cachorro parecido com lobo, daí a relação que fazem entre os dois. Embora os cachorros não descendam dos lobos, existe uma relação de parentesco.

A diferença entre eles está na estatura, sendo que o Husky é menor que o lobo. Enquanto o cão apresenta de 56 a 60 cm de altura, o lobo pode chegar a medir de 80 a 85 cm.

8 – Cachorro de estimação

Só quem conta com um pet assim em casa sabe descrever as inúmeras vantagens de tê-lo como animal de estimação. Ele convive muito bem com crianças, sendo um animal afetuoso e companheiro do tutor. Além disso, é muito inteligente e esbanja alegria — uma das mais fofas curiosidades sobre Husky Siberiano.

9 – Cachorro de guerra

Transportar alimentos é uma tarefa destinada ao Husky desde sempre, que sabe fazê-la como ninguém. Por isso, ele se destacou como mensageiro durante a Segunda Guerra Mundial.

10 – Balto existiu de verdade

Balto foi um animal mestiço que, em 1925, comandou uma missão importante para salvar a vida de crianças com difteria em um povoado no Alasca. Mesmo não treinando para essa função, ele comandou um perigoso trajeto e chegou ao destino final, salvando a vida dos pequenos.

Essa fantástica história virou um filme dirigido pela Disney: Balto — Sua História Tornou-se Uma Lenda. O bichinho mostrou que, além de ótimo cachorro de trenó, é sensível e prestativo.

Por Petz

Tags

Sobre o autor

Edna Antonowiski

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário