Início » Notícias » Análise: Rogério Ceni encorpa elenco do São Paulo com atuação de autoridade diante do Mirassol
Cultura & Entretenimento

Análise: Rogério Ceni encorpa elenco do São Paulo com atuação de autoridade diante do Mirassol

Foto: Reprodução
Com formação alternativa, time se impôs diante de um dos destaques do interior, na visão de Ceni

Rogério Ceni usou o domingo para promover testes e rodar o elenco do São Paulo. A estratégia deu certo, ainda mais porque o treinador viu o elenco se encorpar às vésperas da fase final do Campeonato Paulista, primeiro momento decisivo da temporada,.

Diante do Mirassol, classificado como um dos melhores times do interior pelo treinador, uma formação majoritariamente reserva se sobressaiu, dominou a partida fora de casa e venceu por 3 a 0. Quem entrou no decorrer do jogo, manteve o ritmo, ganhou confiança e “reforçou” o elenco.

A começar pelo sistema defensivo. Os veteranos Reinaldo e Miranda, hoje longe da confortável posição de incontestáveis no elenco, renderam bem. O lateral-esquerdo fez gol e deu assistência, além de combinar bem com Marquinhos pelo setor.

O zagueiro, que vive uma temporada aquém do esperado, teve atuação segura e venceu a maior parte das disputas individuais. Ao lado de Léo, Miranda comandou um sistema defensivo que permitiu uma tarde tranquila ao goleiro Jandrei, apesar do enfrentamento contra o segundo ataque mais eficiente do estadual.

No meio-campo, Andrés atuou pela primeira vez como titular, e Nikão ganhou minutos no segundo tempo. No ataque, Luciano e Juan começaram o jogo, mas foram Emiliano Rigoni e Toró que terminaram a tarde com a confiança em alta.

Ambos balançaram as redes do Mirassol, quebrando longos jejuns com a camisa do Tricolor.

Rigoni, que teve o gol muito comemorado por Rogério Ceni, não marcava desde outubro do ano passado. Foram 19 jogos de jejum, uma marca incômoda para quem há poucos meses era protagonista do time.

Já Toró, mantido no elenco após a pré-temporada, comemorou pela última vez um gol com a camisa do São Paulo em dezembro de 2020, antes de sair por empréstimo para Sport e Atlético-GO no ano passado. Gol que simboliza algo exaltado por Rogério Ceni na entrevista coletiva de domingo.

– O elenco vem bem. Talvez o elenco venha melhor do que o time. A gente vem jogando em ritmo parecido mesmo com as trocas; hoje acho que foram oito em relação ao último jogo. Se não apresenta um futebol brilhante, vem apresentando bom nível de jogo, bom nível de competitividade. Acho que está em um estágio superior ao que finalizamos o Brasileiro – disse o treinador.

Rogério Ceni manteve a formação dos últimos jogos, mas foi feliz ao optar por inverter Marquinhos em relação ao jogo contra o Palmeiras. O jovem atacante começou o jogo pela esquerda e deu profundidade ao time em parceria com Reinaldo, que terminou como o grande destaque da tarde em Mirassol.

Foi certeira também a opção de colocar Rigoni como referência do ataque no segundo tempo. Como um típico centroavante, função que pouco desempenhou desde a chegada ao São Paulo, o argentino completou cruzamento de Reinaldo e fez o 2 a 0.

O que deu certo

O próprio Rogério Ceni diagnosticou que falta regularidade ao São Paulo. No domingo, depois de bom início, a equipe viu o Mirassol crescer e ganhar volume, especialmente no setor de meio-campo.

Um trabalho defensivo consistente, porém, permitiu a Jandrei viver uma tarde mais tranquila. Contra equipes mais competitivas, porém, essa quebra de ritmo pode ser punida, especialmente projetando um mata-mata de Paulistão, com jogos únicos nas quartas e semifinal.

Próximos passos

Rogério Ceni encara um mata-mata de Copa do Brasil na quarta-feira — Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Rogério Ceni encara um mata-mata de Copa do Brasil na quarta-feira — Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Antes de pensar na defesa do título do estadual, o São Paulo tem um importante compromisso no meio de semana. Tanto pelo lado esportivo quanto pelo financeiro – o triunfo assegura mais R$ 1,9 milhão de premiação à equipe classificada.

Na quarta, às 21h30 (de Brasília), o Tricolor recebe o Manaus, no Morumbi, pela segunda fase da Copa do Brasil. Só a vitória assegura a classificação; empate leva a disputa para os pênaltis.

Por GE

Tags