Início » Notícias » Cirurgia de castração de cadela oferece algum risco?
Pets

Cirurgia de castração de cadela oferece algum risco?

Foto: Reprodução

A cirurgia de castração de cadela demanda anestesia e, por isso, é comum que exista uma preocupação sobre os riscos que o procedimento traz para o animal. Muitos mitos sobre a castração de cães são propagados por aí, mas a verdade é que a esterilização canina traz muito mais benefícios à saúde do pet do que riscos. Essa realidade pode deixar alguns tutores com muitas dúvidas em relação a esterilização. Mas será que existe mesmo algum risco na castração em cachorra? Mesmo que o procedimento seja feito por um médico veterinário capacitado, é normal que exista preocupação dos pais de pets. Entender como a cirurgia é feita pode fazer toda a diferença para que o receio seja deixado de lado. Reunimos algumas informações importantes sobre a cirurgia. Confira!

Castração de cadela: procedimento é feito de forma segura por profissional

Muita gente ainda não sabe como é feito a castração de cadela, mesmo a cirurgia sendo bastante popular. O procedimento só pode ser feito por um médico veterinário e o maior fato sobre ele é que o animal não sentirá nenhuma dor. A cirurgia é feita com anestesia geral, nas formas injetáveis ou inalatória, para a esterilização.

De modo geral, a cirurgia consiste na retirada do útero e dos ovários da cachorrinha a partir de uma incisão na altura do umbigo. Os pontos da castração demandam alguns cuidados pós-operatórios. Entre eles estão o uso do colar elizabetano ou roupa cirúrgica. Esses acessórios são muito importantes e servem para impedir que o animal mexa no curativo da cirurgia, impedindo assim que ele morda os pontos. Dessa forma, infecções e outras complicações no local são evitadas. A hora de tirar os pontos também não precisa de preocupação por parte dos tutores. Somente o médico veterinário poderá retirá-los em um procedimento simples e que não vai precisar de anestesia novamente. 

Castração de fêmeas: cachorro pode sofrer complicações cirurgia?

Como se trata de uma cirurgia, a castração de cadela pode ter um certo risco relacionado à anestesia do cachorro. Entretanto, o procedimento é conhecido por ser muito rápido e simples. Para garantir a segurança da pet, é importante que o tutor se assegure que o local da cirurgia é de confiança. Além disso, vale a pena destacar que antes do procedimento um chek-up de saúde deve ser feito na cadelinha para que tudo ocorra sem problemas. Se for detectado algum problema de saúde, ele deverá ser tratado antes da cirurgia.

Depois da castração feita, não existem riscos à saúde, desde que os cuidados com o pós-operatório sejam feitos. Exceto quando a cirurgia é feita em cadelas muito jovens, o que pode ocasionar a incontinência urinária. Por isso, o check-up com um profissional antes é muito importante. A idade ideal para a cirurgia de castração de cadela é antes da pet atingir a maturidade sexual, entre cinco e seis meses de vida.

Cirurgia de castração: cadela só se beneficia do procedimento

A castração em cachorra é rodeada de muitos mitos. Entre os boatos, os mais falados são de que a cirurgia engorda e que o animal sofre por conta do procedimento. Nada disso é verdade. Você sabe quais são os reais benefícios da castração? Confira lista abaixo:

  • diminui o risco de câncer de mama;
  • faz com que a fêmea não entre mais no cio;
  • não deixa a pet vulnerável a infecções uterinas graves, como a piometra;
  • deixa a cadela livre dos risco de gravidez indesejada;
  • previne a gravidez psicológica.

Por Patas de Casa

Tags

Sobre o autor

Edna Antonowiski

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário