Início » Notícias » Como saber se meu gato está com dor?
Pets

Como saber se meu gato está com dor?

Essa é uma das dúvidas mais comuns entre donos de felinos: como identificar sinais de dor no gatinho?

Os gatos são animais reservados e muitas vezes os seus tutores tem dificuldade de identificar ou interpretar determinados sinais de dores. Na maioria das vezes podemos confundir esses sinais com comportamento normal ou sinais de envelhecimento.

Então você, tutor, tem 2 tarefas: (1) observar (e se for o caso anotar) o comportamento do seu gatinho e (2) procurar um Médico Veterinário para identificar a causa da dor!

Vamos aos comportamentos que sinalizam a dor em gatos:

  1. O gato está mancando: é sinal de patologias que afetam ossos, músculos ou articulações. Veja se há sinal de inchaço ou ferimentos.
  2. O gato não consegue saltar (normalmente ou como anteriormente): pode ser sinal de doenças que atingem ossos, articulações, músculos ou fraqueza generalizada.
  3. O gato não se move ou está escondido: quando um gato fica doente é normal ele tentar isolar-se, ficando escondido por longos períodos. Também é comum ele não se movimentar, não querer sair/andar para não aumentar a intensidade da dor.
  4. O gato não aceita carinho/palpação: se ele estiver com dores ele pode não aceitar o carinho normal, reagindo com miados, gemidos ou de forma agressiva. Inclusive se afastando dos tutores.
  5. O gato não está se limpando: gatos são super limpinhos, um sinal importante de dor é quando eles param de limpar seus pelos.
  6. O gato não está comendo normalmente: animais com dor não têm apetite, observe com atenção se há diminuição no consumo da ração, se ele come mais devagar ou se nega os alimentos.
  7. O gato não brinca mais: se ele parar de brincar, arranhar, roçar nas pessoas, preste atenção nos demais sintomas! A dor limita a sua atividade física e o desejo de interagir com humanos e outros felinos.
  8. O gato está mais irritado/agressivo: mudanças no temperamento/humor como agressividade e irritabilidade também são sinais de dores.
  9. O gato está se curvando: curvar a coluna ou o pescoço também são sinais de que algo está errado com seu gatinho.
  10. O gato está indo com frequência ao “banheiro”: ir diversas vezes à caixa de areia, ficar em posição de micção fora da caixa de areia, negar-se a utilizar a caixa de areia também são sintomas de dor (e nem sempre são doenças relacionadas ao sistema urinário!)
  11. O gato evita ficar na luz ou sol: Luz intensa provoca fotofobia também em gatos! Normalmente é sinal de dor ocular. É preciso procurar um veterinário com urgência.
  12. O gato está babando: a sialorreia é o excesso de saliva que provoca o babar e indica que o gato pode estar com dores e incômodos na boca ou no sistema digestivo.
  13. O gato está com um “olhar diferente”:  ficar com os olhos mais tempo fechados, ou piscar de forma persistente também são sinais de que há algo errado com seu gatinho.

Observe sempre de perto o comportamento do seu gato! Eles são “quietos”, mas qualquer mudança de comportamento pode ser um sinal importante para você perceber dores e doenças.

Preste atenção sempre ao miado, ao ronron e aos demais sons, a vocalização também é uma importante forma dele expressar seus sentimentos/dores ao tutor.

Ah! Mais uma dica: se o Médico Veterinário que acompanha seus pets apontar que há algum problema ósseo, articular, muscular ou ferimento aparente procure também um Médico Veterinário especialista em Fisiatria (Fisioterapia). Há muitas opções dentro da reabilitação para aliviar a dor e agilizar o tratamento como eletroterapia, magnetoterapia, fototerapia, entre outros, que são bem aceitos pelos felinos!

Por Ative

Tags

Sobre o autor

Edna Antonowiski

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário