Início » Notícias » Como treinar um cachorro? Aprenda de uma vez por todas como funciona o adestramento de cães
Pets

Como treinar um cachorro? Aprenda de uma vez por todas como funciona o adestramento de cães

adestramento de cães é mais do que ensinar truques engraçadinhos: os treinos ajudam o pet a conviver melhor com a sociedade e melhora a relação dele com o tutor. Os doguinhos gostam de brincar, correr, fazer bagunça e não possuem entendimento sobre os limites das brincadeiras e comportamentos, principalmente quando filhotes. O adestramento de cachorro corrige problemas comportamentais e deixa o cachorro mais adaptado ao ambiente humano, além de fazê-lo reconhecer o dono como seu líder.

Investir na contratação de um profissional da área para treinar seu pet nem sempre é uma possibilidade, até mesmo porque não costuma ser muito barato. Mas isso não quer dizer que o cachorro não possa ser treinado. Com a aplicação correta das técnicas, é possível que o tutor consiga ensinar sozinho alguns comandos importantes para a rotina do pet. O Patas da Casa reuniu informações importantes sobre como treinar um cachorro. Confira abaixo!

O que é adestramento de cachorro?

Antes de aprender a como adestrar cachorro, é bom entender o que de fato é o adestramento. O significado dessa palavra faz referência ao ato de ensinar e disciplinar. O objetivo comum do adestramento de cachorro é ensinar o animal de estimação com treinos consistentes. A prática de adestramento pode ser utilizada como tanto como para o ensinamento de obediência básica do pet, como também para treiná-lo para um serviço específico, como é o caso do cão guia e dos cachorros policiais. As técnicas de adestramento devem ser introduzidas ao doguinho de forma contínua, sistemática e organizada, permitindo que ele desenvolva a habilidade para o entendimento de um comando e também para a modificação de algum comportamento específico. O adestramento se refere ao processo de aprendizagem e o treino é a maneira de reforçar os ensinamentos do adestramento pela repetição.

Para os ensinamentos de obediência básica, a técnica mais utilizada é a de reforço positivo. Consiste em um treinamento onde o animal é recompensado com algo valioso para ele quando acerta os comandos e comportamentos indicados pelo humano. No entanto, existem outros tipos de adestramento que podem ser utilizados para intuitos diferentes, como o treinamento para cão guia, cachorro de guarda e o adestramento avançado para animais que praticam esportes caninos.

Como adestrar um cachorro: qual a melhor fase para iniciar os treinamentos?

Quem convive com cães sabe que eles podem ser supreendentemente inteligentes. Os doguinhos são capazes de entender algumas coisas que dizemos, principalmente quando ocorre repetição de palavras. O próprio nome do cãozinho e os comandos são assimilados pelo animal depois de serem repetidos. Mesmo que eles não possuam capacidade de raciocínio, uma pesquisa mostrou que os cães fazem de tudo para compreenderem a linguagem humana. O estudo realizado pela Universidade Emory, nos Estados Unidos, revelou que a região auditiva do cérebro do cachorro demonstra mais atividade quando o tutor diz palavras que ele nunca ouviu antes.

Existe uma motivação dos próprios cães em quererem agradar seus tutores a todo tempo, o que acaba facilitando o processo de aprendizado. O ideal é começar o adestramento quando o cachorrinho ainda é filhote. Na fase de amadurecimento, um cachorro possuo maior capacidade de absorver as informações. No geral, a melhor idade para começar a introduzir as técnicas de como treinar um cachorro filhote é até os 2 anos de idade. Nada impede, porém, que um cachorro adulto ou idoso aprenda os comandos e se alinhe aos comportamentos indicados pelo adestramento. O segredo de tudo é a paciência, pois assim como um humano adulto tende a demorar mais para aprender uma nova língua do que uma criança – o cachorro adulto demora mais tempo para assimilar as técnicas de adestramento.

O que o tutor deve ter em mente antes de começar o adestramento de cães?

É importante que o tutor tenha em mente, antes mesmo de pesquisar como treinar cachorro, que a repetição de palavras e comandos será necessária para o processo de aprendizagem. Não desistir de primeira é uma das melhores dicas do adestramento. É importante que o tutor tenha paciência, seja qual for a idade do cão. Vale lembrar que mesmo que todos os cães sejam dotados de inteligência, a personalidade individual de cada um vai diferenciar o processo de adestramento. Existem cachorros que podem ser mais teimosos que outros. 

Uma curiosidade que muitas pessoas possuem é sobre a quantidade de truques que um cachorro pode aprender. Não existe consenso entre os especialista sobre isso, porém acredita-se que os cães mais inteligentes podem chegar a aprender cerca de 50 palavras diferentes. Mas se seu cãozinho não chega nem perto disso, não é motivo de preocupação. A média de entendimento da maioria dos cães é de cerca de 15 palavras diferentes. Ao que tudo indica, as raças de cachorro de pastoreio são as que mais possuem potencial de aprendizado, como o Border Collie, considerada o cãozinho mais inteligente do mundo. Mas vale lembrar que um tutor dedicado e paciente pode conseguir ótimos resultados estimulando o cão desde cedo, sendo ele de qualquer raça. Segundo o Guiness Book (Livro dos Recordes), a campeã dos truques é uma cachorrinha Poodle toy chamada Chanda-Leah. Ela é capaz de responder 469 truques diferentes com comandos de adestramento.

Como adestrar cachorro filhote com comandos básicos?

Mas afinal de contas, quais são os comandos básicos para aprender como treinar cachorro? “Senta”, “olha” e “vem cá” são considerados os três principais comandos para ensinar ao cachorro. A partir deles você poderá ensinar outros truques para o pet. Veja abaixo como fazê-los.

Ensinar o cachorro a sentar

  1. Segure um petisco bem em frente ao focinho do cão;
  2. Diga “senta”, movendo o petisco para cima até que fique na reta de sua cabeça;
  3. Espere o cão recuar e sentar naturalmente;
  4. Elogie e recompense-o com o petisco assim que ele conseguir;

Como fazer o cão entender o comando “olha”?

  1. Chame a atenção do cachorro e mostre um petisco na sua mão;
  2. Levante o petisco até o rosto do cão e vá dizendo “olha”
  3. Depois disso, tire o petisco da mão e continue dizendo “olha” subindo a mão até seu rosto para que ele acompanhe com o olhar. Recompense quando o animal atingir o objetivo do comando.

Ensinar o “fica” e “vem” para o cachorro

  1. Sente o cão na sua frente;
  2.  Segure a coleira e diga “fica” com uma mão aberta em frente ao cão. Dê alguns passos para trás e o recompense se não te seguir;
  3. Aumente o tempo que o pet precisa ficar parado até ele dominar o comando e elogie sempre que ele conseguir;
  4. Quando ele estiver dominando o “fica”, passe a chamá-lo para resgatar o petisco utilizando o comando “vem”;
  5. Outra forma de estimular o comando “vem” é chamando o animal com empolgação “vem cá! vem cá!”;
  6. Puxe a guia com delicadeza, para trazer o cãozinho até seu colo;
  7. Elogie o cãozinho, dando carinho e petisco como recompensa e treine outras vezes sem a coleira, em um local seguro.

Vale destacar que o tutor deve praticar os treinamentos várias vezes durante a semana. Só recompense o cachorro com petiscos quando ele cumprir o comando. Elogios, carinhos e um simples “bom garoto” também servem como recompensa para os cães. O importante é que ele associe o cumprimento do comando a algo positivo.

Como treinar o cachorro e avançar no adestramento quando ele já aprendeu os truques básicos?

Depois de aprender os truques básicos, você pode começar a ensinar o seu cão com famosos truques como “rola”, “finge de morto”, “dá a patinha”, “deita” e muitos outros. A ideia é a mesma. Vá indicando seu cão o que você quer que ele faça e quando ele cumprir o pedido recompense-o. Criar uma rotina de treinamento é uma ótima dica para o cão associar os comandos com facilidade. Além disso, o tutor deve mostrar ao animal que é o líder. Os cães possuem um instinto de organização social que faz com que eles precisem de um líder para seguirem. Quando o tutor assume esse posto e define as regras da casa, o cachorrinho tende a aceitar os comandos de adestramento com mais facilidade. Isso vai fazer toda a diferença no processo. Mas não se esqueça que agressão ou comportamento violento não fazem parte do adestramento e podem causar impactos extremamente negativos no comportamento animal. Nunca bata ou use a violência para que seu cão faça aquilo que você está pedindo.

Por Patas de Casa

Tags

Sobre o autor

Edna Antonowiski

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário