Início » Notícias » Gato Caracal doméstico: descubra tudo sobre essa curiosa raça felina
Pets

Gato Caracal doméstico: descubra tudo sobre essa curiosa raça felina

O Caracal é uma espécie de gato selvagem cujo habitat natural são regiões semidesérticas ou florestas secas localizadas entre África, península Árabe e Índia. O que poucas pessoas sabem é que a partir do felino Caracal selvagem – que também leva o nome de lince do deserto -, surgiu o que conhecemos hoje como gato Caracal doméstico. Na prática, o animal é resultado do cruzamento direto de um Caracal com uma raça de gato domesticada, favorecendo comportamentos menos selvagens e mais próximos da nossa realidade. Para conhecer melhor o gato Caracal, sua origem, características físicas e comportamentais, preparamos um guia com tudo sobre este felino. Vem com a gente e se surpreenda!

Gato Caracal: qual é a origem da raça?

A origem do Caracal doméstico pode parecer um pouco confusa. Mesmo que o gato selvagem Caracal seja um habitante do continente africano e asiático, o primeiro gatinho domesticado da raça surgiu na Rússia, por volta de 1998. Esse felino, por sua vez, resultou de um cruzamento acidental entre um Caracal selvagem e um gato doméstico no zoológico de Moscou e logo virou alvo de notícias. No entanto, por ser considerado bastardo e totalmente fora do padrão de cores do Caracal, o animal foi sacrificado.

Pouco tempo depois, interessados na começaram a cruzar intencionalmente o gato selvagem Caracal com algumas raças. Foi aí que perceberam que o cruzamento perfeito deveria ser com um gato Abissínio, que teria cores similares com a espécie. Isso resultou no que hoje é chamado de Caracal doméstico – um gato híbrido. O felino tem as cores de um clássico Caracal, mas é muito mais fácil de ser domesticado do que o animal selvagem.

Entre os gatos híbridos, como o Savannah e o gato Bengal, o Caracal doméstico é um dos mais procurados (e também um dos mais raros e caros). A diferença, porém, é que a criação desse tipo de raça é bem problemática: o Caracal que é utilizado para cruzar geralmente é criado em cativeiro, totalmente fora do habitat natural da espécie. Além disso, normalmente inibem os instintos naturais do animal: por ser um exímio caçador, o Caracal teria mais chances de atacar um gato doméstico do que cruzar com ele.

Características físicas do felino Caracal são bem peculiares

Enquanto um gato Caracal selvagem pode medir até 74 centímetros de altura, o Caracal doméstico é menorzinho: ele costuma ter até 45 cm de altura, e em, média, 60 cm de comprimento (sem contar com a cauda, que costuma medir mais 30 cm). O peso também sofre alterações, de forma que o Caracal pesa em torno de 20 kg, e o animal domesticado costuma ficar na faixa de 13 kg.

Além disso, o Caracal tem várias outras características bem marcantes. As orelhas, por exemplo, são o que mais chamam a atenção nesse felino: com orelhas bem pontudas e que têm uma leve inclinação nas pontas, é muito fácil de reconhecer este bichano. Essa parte do corpo do animal, inclusive, costuma ter uma coloração mais escura, normalmente preta. Também é um dos sentidos mais aguçados do Caracal, transformando-o em um grande caçador.

O felino Caracal possui uma pelagem curta, sedosa e bem densa. As cores do gato, por outro lado, não é muita variada: o bichano pode ter pelos com tons de canela ou marrom – podendo ou não vir acompanhado de manchas brancas no peito e barriga – ou ter um padrão listrado laranja.

Também é interessante destacar que o gato Caracat tem uma aparência fofa, que deixa muitos tutores apaixonados, mas não é um animal exatamente dócil. Apesar do seu semblante, que dá a impressão de que o pet está sempre sorrindo, o Caracal tem um olhar intenso e selvagem que indica que ele não é muito sociável – especialmente se não for domesticado.

O instinto caçador do Caracal faz parte do seu comportamento felino

Como todos sabem, alguns instintos selvagens permanecem no comportamento do gato mesmo depois que esses animais foram domesticados – e com o Caracal isso é ainda mais intenso. As habilidades e o instinto de caçador são um ponto forte nesse felino, já que eles são animais de caça e que costumam se alimentar de pequenos roedores e aves – seu alimento preferido, inclusive. Portanto, a necessidade de estar sempre caçando e se alimentando de suas presas é uma característica típica do gato Caracat. Ainda que seja um pet domesticado, é importante estimular esses instintos frequentemente com jogos e brincadeiras apropriadas, além de manter uma dieta mais próxima à sua alimentação natural, como veremos mais adiante.

Personalidade do gato Caracal é reservada e movida por instintos

O gato Caracat não deixa suas origens de lado: por ter um grau de parentesco tão próximo do Caracal, ele é praticamente movido por seus instintos selvagens. Isso quer dizer que ele é um animal super energético, que dificilmente fica parado por muito tempo e está sempre em busca de alguma “presa” para satisfazer sua necessidade de caça. O Caracat pode ser considerado brincalhão porque tem um alto nível de atividade, mas nem sempre ele vai saber se comportar como um gato totalmente domesticado.

Na prática, a convivência pode ser complicada, principalmente se esse animal crescer em um ambiente totalmente fechado e sem contato com a natureza. O Caracal precisa de um espaço adequado para exercer seu lado mais selvagem, por isso deve viver em lugares com quintais e grandes espaços para não se sentir entediado. Caso contrário, pode adotar comportamentos destrutivos, agressivos e bem desagradáveis – especialmente se ele pertencer à geração que vem direto do cruzamento entre o Caracal selvagem e o Abissínio.

No caso de um Caracal doméstico que tem menor grau de parentesco com o Caracal selvagem, o comportamento tende a ser mais dócil e menos complexo. No entanto, ainda assim um dos traços de personalidade dessa raça é que o felino Caracal tende a ser bem reservado e independente, sem criar vínculos tão afetivos com os humanos. Pode-se até dizer que ele é um gato mais solitário, que às vezes prefere simplesmente apreciar a própria companhia. Também é um animal que não sabe miar, mas tenta se comunicar por meio de outras vocalizações, como rugidos.

4 curiosidades sobre o gato Caracat

1) O gato Caracal foi muito popular no antigo Egito e era visto como um guardião dos túmulos de faraós. Por isso, eles estão representados em várias pinturas egípcias.

2) O nome “Caracal” tem origem em um vocábulo turco, “karakulak”. O significado da palavra é, basicamente, “orelhas negras”, uma característica típica da espécie.

3) As cores do gato Caracat são limitadas por um motivo: elas ajudam o animal a se camuflar com mais facilidade, visto que o seu habitat natural são desertos e savanas, no geral.

4) O Caracal tem uma agilidade impressionante: eles podem alcançar saltos de até 2 metros de altura. Essa característica serve para ajudá-los na caça de aves.

A criação de gato Caracat costuma ser cruel, porque prejudica a mãe, filhotes e o próprio Caracal
A criação de gato Caracat costuma ser cruel, porque prejudica a mãe, filhotes e o próprio Caracal

A alimentação do gato Caracat precisa de muita atenção

Mesmo quando se trata de um gato Caracal doméstico, é importante levar em consideração que a alimentação natural de um Caracal selvagem é estritamente carnívora. Por isso, a recomendação é que o Caracat tenha uma dieta diferente dos felinos domésticos. Uma simples ração de gato – ainda que contenha todos os nutrientes e proteínas para a saúde de gatos comuns – não costuma ser suficiente para suprir as necessidades de um Caracal. Eles precisam de carne na sua alimentação diária – preferencialmente, presas mortas, como pequenas aves ou roedores. Em alguns casos, o gato Caracal doméstico até se adapta ao alimento úmido, mas cada caso é um caso. Além disso, a quantidade de comida também é muito superior ao de outros felinos, principalmente por conta do grande tamanho do Caracal.

O que você precisa saber sobre a saúde do Caracal doméstico

Não se aconselha o cruzamento entre o gato Caracal selvagem e o gato Abissínio, e um dos motivos para isso é por conta da saúde. A verdade é que para formar essa nova “raça” de Caracal, geralmente há muito sofrimento e muitos filhotes sequer sobrevivem. Além disso, várias doenças genéticas também podem afetar esses felinos, já que não é um cruzamento natural.

Para entender porque essa relação é tão problemática, basta pensar que o Caracal selvagem é um animal muito maior do que um gatoAbíssimo – que, por sua vez, é uma raça de gato que não tem ninhadas muito grandes, dando à luz a apenas 1 ou 2 filhotes. Por isso, quando essas espécies se relacionam e a gata Abissínia engravida, ela precisa dar conta de um filhote que é bem maior do que ela, teoricamente, poderia suportar. Não é à toa que muitas fêmeas simplesmente não resistem ao parto, ou precisam de uma série de cuidados médicos para conseguirem sobreviver. O mesmo vale para os filhotes, que estão sujeitos a má formação fetal. A gestação de uma gata é mais curta do que a de um Caracal, tendo cerca de 10 a 15 dias de diferença entre uma e outra. Então muitas vezes o gatinho Caracal ainda não se desenvolveu totalmente quando a gata Abissínia entra em trabalho de parto.

Nesse sentido, a criação de um Caracal doméstico é muito cruel, já que é um processo que costuma prejudicar bastante a mãe e os filhotes. Por isso, a maior recomendação é deixar o animal selvagem em seu habitat natural. Um Caracal, nas condições de vida certas, tem expectativa de vida média de 12 anos.

Gato Caracal: preço não compensa os maus tratos com o pet

É difícil não se apaixonar pela aparência exótica de um Caracal, doméstico ou não. Por isso, muitas pessoas que descobrem a raça logo querem saber apenas uma coisa sobre o gato Caracal: preço. Como essa “raça” nasce de um cruzamento que não é nem um pouco natural, existem pouquíssimos exemplares de gato Caracat pelo mundo, e por isso os valores tendem a ser bem caros – entre US$ 7.000 a US$ 10.000, no mínimo. No entanto, não se recomenda a compra ou adoção da espécie, por conta dos maus tratos que ocorrem com as mães, filhotes e até mesmo com o Caracal selvagem, que é privado de viver em seu habitat natural para satisfazer os desejos humanos.

Por Patas de Casa

Tags

Sobre o autor

Edna Antonowiski

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário