Início » Notícias » Homens aderem ao transplante capilar de barba
Bem-Estar

Homens aderem ao transplante capilar de barba

Transplante capilar é opção para homens que querem barba cheia Foto: Getty Images
Com a ajuda da técnica, mesmo homens que não têm barba ou com falhas podem ostentar uma barba cheia.

O uso da barba por razões estéticas tem se tornado mais apreciado nos últimos anos. Muito disso se deve ao fato de que várias celebridades dos esportes, cinema e mundo fashion aderiram aos pelos faciais. O ar de masculinidade que a barba confere à face do homem é inegável e, com a ajuda da cirurgia de transplante capilar, mesmo homens imberbes (que não têm barba) ou com falhas podem ostentar uma barba cheia.

A cirurgia de transplante de barba foi uma das que mais cresceu nessa especialidade. Segundo dados da International Society of Hair Restoration Surgery (ISHRS), entre 2014 e 2016, o número de cirurgias de transplante para a barba e bigode cresceu 101% e continua aumentando.

LEIA MAIS: Evento celebra lançamento da ForbesLife Fashion

A cirurgia é realizada de forma semelhante ao transplante capilar para tratamento da calvície: os fios são extraídos de uma área segura, onde são permanentes (área doadora), e são implantados na região da barba, bigode, cavanhaque, seguindo a mesma direção dos fios desta região, que nascem bem rentes à pele e são direcionados para baixo e para a lateral.

O paciente tem uma recuperação de aproximadamente uma semana, pois a área operada fica um pouco inchada e com algumas casquinhas. Após esse período, vida normal. Os fios começam a nascer em três meses e crescem como a barba normal, podendo inclusive ser raspados sem sinais de que houve uma cirurgia no local.

Muitos homens que não têm barba são conhecidos como “Baby-Faced Men” e o fato de parecerem anos mais jovens pode trazer uma imagem de menos credibilidade no âmbito profissional. Um estudo recente da Universidade de Queensland com 1.100 mulheres entre 18 e 70 anos demonstrou que homens com barba, por terem feições faciais mais fortes, mostram sinais de dominância e são mais atraentes tanto para relações de curto como de longo prazo. Além disso, ficou demonstrado que a barba pode disfarçar características menos atraentes da face.

As motivações estéticas ou profissionais tornaram a preferência pelo uso da barba uma tendência e, o alto grau de naturalidade que os cirurgiões especialistas conseguem, fez com que a busca pelos transplantes para corrigir as falta de pelos faciais disparasse nos últimos anos.

por: Márcio Crisóstomo/Forbes Saúde

Sobre o autor

radioro

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário