Início » Notícias » Pit Stop de conscientização pelo fim da violência contra a mulher marca abertura do “Agosto Lilás”, em Colíder
Cidades

Pit Stop de conscientização pelo fim da violência contra a mulher marca abertura do “Agosto Lilás”, em Colíder

A coordenadora do Creas Rozineide Moreira enfatizou que a ação marca a abertura de programações alusivas à campanha “Agosto Lilás”.

A Prefeitura de Colíder por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher (Comddim) realizaram nesta quinta-feira (4), um Pit Stop de conscientização pelo fim da violência contra a mulher, na Avenida Marechal Rondon uma das principais e mais movimentadas de Colíder.

A coordenadora do Creas Rozineide Moreira enfatizou que a ação marca a abertura de programações alusivas à campanha “Agosto Lilás” que tem como objetivo convocar a sociedade a assumir a responsabilidade no combate e enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher. “A sociedade precisa acordar e ver esse mal que tem causado a morte de muitas mulheres em todo o país, e juntos lutar e dar um basta nesse crime contra a mulher”, disse.

No Pit Stop veículos foram parados e os condutores receberam das equipes informações e orientações sobre a campanha, além de laço de fita lilás para colocar em sua roupa como forma de mostrar que apoia a campanha, também foram entregues bombons com mensagem de efeito sobre a campanha.

Em cumprimento de agenda em Brasília, o prefeito Maninho e Primeira-dama, Secretária da Assistência Social, Maria Caroline não puderam estar presente, mas a primeira atividade contou com a presença da Secretária adjunta da Assistência Social Angelita Corbalan, Presidente do Conselho da Mulher Dhessika Nunes, escrivã da polícia civil de Colíder Roberta Barrinuevo, coordenadora do Creas Rozineire Moreira, e coordenadora do Cras Aparecida de Fátima.

Lei Maria da Penha

A campanha estabelecida no mês de agosto tem relação com a data de sanção da Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006, Lei Maria da Penha, que completa 16 anos no domingo (07.08). Por esse motivo o “Agosto Lilás” tem esse intuito de promover ações de prevenção, conscientização e enfrentamento à violência contra a mulher e divulgação da Lei.

A escrivã Roberta Barrinuevo destacou sobre as formas de agressão contra a mulher. “Quando se fala em violência, a mulher pensa logo em agressão física, e não é somente dessa forma. Nem sempre a violência deixa marcas visíveis. Há muitas formas de agredir uma mulher, seja com atitudes, ameaças, relação sexual sem consentimento, ou comportamentos abusivos. E a maioria das mulheres vítimas de violência aqui em Colíder sofrem caladas, por medo de represálias do agressor. Por esse motivo estamos aqui e queremos que todas as mulheres estejam cientes de que a Polícia Civil faz parte dessa rede de proteção para fazer todo o atendimento de proteção e encaminhamentos, não sofram caladas denuncie disque 180”, afirmou.

.