Selecione a Cidade

Dia Livre de Impostos acontece dia 02 de junho em todo o país

Você sabe a porcentagem de imposto que paga quando compra um celular? E quando abastece o carro? E ao comer um hambúrguer no sábado à noite?  Cada item tem um valor diferente, mas a verdade é que no Brasil a tributação é uma das mais altas do mundo. Com o intuito de conscientizar a população e o varejo sobre a alta carga tributária paga no país, a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e a Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem) promovem no dia 02 de junho a 16ª edição do Dia Livre de Impostos.

A ideia da ação é materializar como os impostos representam grande parte do preço dos produtos, por isso, no Dia Livre de Impostos, os lojistas participantes vão comercializar suas mercadorias e serviços sem repassar o valor da tributação aos clientes. Em alguns casos, os descontos podem chegar a 70% do valor final do produto.

 

“Queremos mostrar para a população como as taxas são abusivas. O Dia Livre de Impostos cresce a cada ano e isso mostra a importância da ação para a conscientização de toda a sociedade a respeito da alta taxa tributária cobrada no Brasil. Para se ter uma ideia, num ranking de 30 países, o nosso é o 14º que mais arrecada imposto, mas está em última colocação como país que melhor retorna o dinheiro para a população”, afirma o presidente da CNDL, José César da Costa.

O presidente da CNDL destaca a importância de o sistema tributário brasileiro ser reformulado para a retomada econômica do país. “O impacto da pandemia na economia torna ainda urgente e necessário termos um sistema tributário menos oneroso e mais eficiente. Será cada vez mais difícil estimular o investimento e promover o crescimento econômico sem fazer avançar a agenda da Reforma Tributária”, afirma Costa.

 

Para o coordenador nacional da CDL Jovem, Raphael Paganini, o Dia Livre de Impostos é uma forma de deixar claro para o consumidor como a alta tributação afeta seu poder de compra.

 

“Altos impostos sem retorno têm alto impacto na economia, criando um efeito bola de neve. Com a alta tributação, os produtos ficam mais caros, então a população compra menos. Isso acarreta a diminuição dos números do varejo, que é obrigado a repassar os tributos no valor dos produtos, acarretando menos vendas e investimentos e geração de empregos. Sem emprego as pessoas diminuem seus gastos e assim por diante num ciclo vicioso”, explica.  Paganini ainda salienta que o brasileiro trabalha 153 dias do ano, o equivalente a cinco meses, apenas para pagar os impostos aos quais é submetido.

 

O Dia Livre de Impostos foi criado pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem em 2003 e acontece em todos os estados do país em mais de 1.200 cidades. Em 2021, a data contou com a participação de 26 estados e o Distrito Federal com a colaboração de mais de 15 mil varejistas.

 

Para saber as empresas que aderiram ao DLI, basta acessar a página www.dialivredeimpostos.com.br

 

*CDL Alta Floresta

Quer receber em primeira mão nossas principais notícias e reportagens?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *