Selecione a Cidade

Monitoramento em tempo real da Sema-MT auxilia na apreensão de caminhão e 6 máquinas

A partir do monitoramento dos alertas de alteração de vegetação, identificados pelos satélites Planet, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), em conjunto com as Polícias Militar e Civil de Mato Grosso, realizou uma nova fase da Operação Amazônia, que terminou nesta sexta-feira (24). A ação, iniciada no dia 14 deste mês, resultou na apreensão em flagrante de um caminhão e seis máquinas pesadas, sendo quatro tratores de esteira, uma pá carregadeira e uma colheitadeira.

 

A operação batizada de Nômade – devido aos alvos fiscalizados serem definidos no decorrer da ação – aconteceu nos municípios de Tapurah, Marcelândia e União do Sul. Com base nos dados do sistema de fiscalização em tempo real, a estratégia das equipes foi identificar os locais e o andamento das infrações. Como resultado, conseguiram pôr fim aos crimes ambientais no momento que eram realizados.

 

Em sete propriedades, foram aplicados seis autos de infração e sete termos de embargo e identificados desmatamento em área de especial preservação, exploração seletiva em área de especial preservação, descumprimento de embargo, impedir regeneração de vegetação nativa e exercer atividade potencialmente poluidora sem autorização.

 

As autuações e embargos estão sendo calculados pelas equipes.

 

Operação Amazônia

A Operação Amazônia foi colocada em prática por órgãos estaduais e federais, sob a coordenação da Sema. O Governo do Estado irá destinar R$ 74,5 milhões para o combate de crimes ambientais em todo o território mato-grossense ao longo de 2024. Desde 2019, foram investidos mais de R$ 314,5 milhões para combate aos incêndios florestais e desmatamento ilegal.

 

As equipes têm como auxílio equipamentos de monitoramento em tempo real por satélite de todo o território de Mato Grosso e mantêm fiscalização contínua no local onde é identificado o crime ambiental.

 

A ferramenta, contratada pelo REM, age de forma preventiva, minimiza os danos, aumenta a celeridade na resposta, facilita a responsabilização e permite o embargo da área de forma imediata por meio do monitoramento diário e alertas semanais de desmatamento.

 

Os agentes também apreendem e removem maquinários flagrados em uso para o crime, efetivando a responsabilização, já que apreensão de bens promove a descapitalização do infrator.

 

 

*SEMA-MT

Quer receber em primeira mão nossas principais notícias e reportagens?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *