Selecione a Cidade

Pesquisa constata que maioria das cidades brasileiras não investe na prevenção de tragédias causadas pelo clima

Mais de 90% das cidades brasileiras deixam de investir na prevenção de tragédias climáticas.

 

É o que descobriu uma pesquisa divulgada pela organização social Instituto Cidades Sustentáveis.

 

De acordo com o levantamento, 94% dos municípios do país não estão preparados para evitar acidentes climáticos.

 

São cidades que apresentam menos da metade de um total de 25 estratégias para enfrentar eventos como enchentes, inundações e deslizamentos de terra.

 

Para a pesquisa, entre os fatores que foram levados em conta estão a existência de medidas preventivas no Plano Diretor e na Lei de Uso e Ocupação do Solo.

 

Além disso observado se havia uma lei específica para ações de combate a catástrofes causadas pelo clima, um plano municipal de redução de riscos, mapa de áreas vulneráveis, um programa habitacional para abrigar as pessoas atingidas e um plano de contingência.

 

No caso do Rio Grande do Sul, por exemplo, a pesquisa constatou que das 497 cidades que compõem o estado, 304 tem menos de 20% das estratégias.

 

No caso da capital, Porto Alegre, a situação é um pouco melhor: esse índice chega a 44%.

 

Imagem: Ricardo Stuckert/PR

Quer receber em primeira mão nossas principais notícias e reportagens?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *