Selecione a Cidade

Soja: veja como os preços fecharam a semana no Brasil e em Chicago

Os preços da soja ficaram entre estáveis a mais altos no Brasil. O dólar e a Bolsa de Chicago subiram, mas os preços compensaram parte da alta. A atividade no dia foi considerada calma.

Segundo a Safras Consultoria, os vendedores esperam preços superiores aos atualmente ofertados, o que trava o mercado. Na semana, bons negócios foram realizados.

Confira os preços da saca de soja pelo Brasil

  • Passo Fundo (RS): subiu de R$ 134 para R$ 134,50
  • Missões: de R$ 133 para R$ 133,50
  • Porto de Rio Grande (RS): aumento de R$ 141 para R$ 141,50
  • Cascavel (PR): estável em R$ 132
  • Porto de Paranaguá (PR): estável em R$ 140
  • Rondonópolis (MT): alta de R$ 124 para R$ 125
  • Dourados (MS): alta de R$ 124,50 para R$ 125
  • Rio Verde (GO): alta de R$ 124 para R$ 125.

 

Soja em Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a sexta-feira com preços mais altos, ampliando os ganhos acumulados na semana.

A sessão foi de posicionamento de carteiras, tendo em vista o final de semana prolongado. Na segunda-feira (27) não haverá sessão em Chicago, feriado nos Estados Unidos (Memorial Day).

Os rumores, ainda não confirmados, de que a China estaria comprando soja nos EUA voltaram a ajudar na elevação dos contratos.

As atenções dos investidores seguem voltadas para o plantio naquele país. Os boletins indicam chuvas em excesso, o que poderia atrasar os trabalhos. Essa expectativa ajudou a sustentar as cotações.

 

Cotações no mercado futuro

  • Os contratos da soja em grão com entrega em julho fecharam com baixa de 8,75 centavos de dólar, ou 0,70%, a US$ 12,48 por bushel.
  • A posição agosto teve cotação de US$ 12,45 por bushel, com ganho de 7,25 centavos ou 0,58%.
  • A posição julho do farelo fechou com alta de US$ 9,80 ou 2,60% a US$ 386,50 por tonelada.
  • No óleo, os contratos com vencimento em julho fecharam a 44,95 centavos de dólar, com baixa de 0,24 centavo ou 0,53%.

 

*Com informações Canal Rural
Imagem: Wenderson Araujo/Trilux/CNA

Quer receber em primeira mão nossas principais notícias e reportagens?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *