Selecione a Cidade

#Agronegócio

As atividades de colheita da primeira e segunda safras de milho seguem avançando no Brasil, mas agentes continuam incertos quanto à produção da segunda safra em algumas regiões, de acordo com pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

 

O clima ao longo de maio não amenizou a situação das lavouras, especialmente as do Sul, Sudeste e de partes do Centro-Oeste.

 

Quanto aos preços, levantamentos do Cepea apontam que os movimentos são distintos dentre as praças acompanhadas, refletindo as condições de oferta e de demanda.

 

Em regiões consumidoras, como partes de São Paulo, os valores recuaram, sobretudo devido à retração de compradores.

 

De modo geral, pesquisadores do Cepea entendem que o que prevalece é comprador sinalizando ter estoques e no aguardo de um maior volume para negociar. Do lado vendedor, a maioria analisa a situação local para disponibilizar novos lotes.

 

De acordo com o indicador Esalq para o milho, o valor médio da saca fechou em R$ 59,36 em 31 de maio na região de Campinas (SP), representando uma variação de 2,47% dentro do mês.

 

*Com informações Canal Rural
Imagem: Canal Rural Mato Grosso

Quer receber em primeira mão nossas principais notícias e reportagens?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *