Selecione a Cidade

#Agronegócio

O mercado brasileiro de soja apresentou preços mistos na sexta-feira (31), mas houve pouca atividade reportada na sessão.

 

Chicago mostrou bastante volatilidade ao longo do dia.

 

Segundo a Safras Consultoria, pela manhã, houve melhores oportunidades com uma combinação positiva de câmbio e cotações em Chicago.

 

Contudo, o ritmo enfraqueceu ao longo da sessão. Esta semana foi mais tranquila em termos de negócios devido aos feriados, resultando em uma atividade mais reduzida.

 

Cotações

  • • Rio Grande do Sul: – Passo Fundo: R$ 133 – Região das Missões: R$ 132,50 – Porto de Rio Grande: R$ 138,50 (queda de R$ 1)
  • • Paraná: – Cascavel: R$ 130 – Porto de Paranaguá: R$ 138
  • • Mato Grosso: – Rondonópolis: R$ 125,50
  • • Mato Grosso do Sul: – Dourados: R$ 124 (alta de R$ 0,50)
  • • Goiás: – Rio Verde: R$ 122

 

 

Soja em Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a sexta-feira com preços mais baixos, revertendo os ganhos iniciais. A previsão de clima favorável às lavouras americanas e o clima de maior aversão ao risco no financeiro pressionaram as cotações.

 

O dia também foi marcado pela tentativa dos agentes em posicionar as carteiras, tendo em vista a virada do mês. Apesar da queda de hoje e da semana negativa (-3,44%), maio acumulou ganhos (+3,61%), em meio à preocupação com os prejuízos na safra gaúcha em decorrência das inundações.

 

Os contratos da soja em grão com entrega em julho fecharam com baixa de 4,75 centavos de dólar, ou 0,39%, a US$ 12,05 por bushel. A posição agosto teve cotação de US$ 12,03 1/2 por bushel, com perda de 4,50 centavos ou 0,37%.

 

Nos subprodutos, a posição julho do farelo fechou com alta de US$ 1,10 ou 0,30% a US$ 364,70 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em julho fecharam a 45,52 centavos de dólar, com baixa de 0,20 centavo ou 0,43%.

 

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em alta de 0,78%, sendo negociado a R$ 5,2497 para venda e a R$ 5,2477 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,1947 e a máxima de R$ 5,2579. Na semana, a moeda teve valorização de 1,58%, enquanto no mês a elevação foi de 1,11%.

 

*Com informações Canal Rural
Imagem: R.R. Rufino/Embrapa

Quer receber em primeira mão nossas principais notícias e reportagens?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *