Selecione a Cidade

#Estado

O estado de São Paulo criou 76.299 vagas de emprego com carteira assinada no mês de abril. Os dados são do Ministério do Trabalho e Emprego. De janeiro a abril deste ano, foram criados 287.968 postos. Já no acumulado de 12 meses (de maio de 2023 a abril de 2024), foram 476.896 oportunidades.

 

Veja abaixo os 50 municípios paulistas campeões de vagas

Acumulado de 12 meses

  1. São Paulo: 164.632
  2. Guarulhos: 17.676
  3. Campinas: 15.023
  4. São Bernardo do Campo: 10.190
  5. São José dos Campos: 9.091
  6. Sorocaba: 8.624
  7. Santos: 7.763
  8. Santo André: 7.701
  9. Ribeirão Preto: 7.668
  10. Barueri: 6.712
  11. Mogi das Cruzes: 6.051
  12. Piracicaba: 5.052
  13. São José do Rio Preto: 5.023
  14. Taubaté: 4.975
  15. Cotia: 4.579
  16. Mauá: 4.128
  17. Indaiatuba: 3.987
  18. Cajamar: 3.962
  19. Santana de Parnaíba: 3.754
  20. Osasco: 3.691
  21. Presidente Prudente: 3.478
  22. Botucatu: 3.434
  23. Paulínia: 3.404
  24. Sertãozinho: 3.280
  25. Praia Grande: 3.274
  26. Sumaré: 3.161
  27. Jundiaí: 2.943
  28. Bauru: 2.856
  29. Araçatuba: 2.736
  30. Diadema: 2.689
  31. Itaquaquecetuba: 2.331
  32. Mogi-Guaçu: 2.274
  33. Limeira: 2.239
  34. Rio Claro: 2.184
  35. Lençóis Paulista: 2.127
  36. São Caetano do Sul: 2.102
  37. Taboão da Serra: 1.999
  38. Bragança Paulista: 1.975
  39. Marília: 1.975
  40. Barretos: 1.869
  41. Lins: 1.856
  42. Itupeva: 1.851
  43. Santa Bárbara D’Oeste: 1.801
  44. Bebedouro: 1.735
  45. Mogi-Mirim: 1.732
  46. Jaboticabal: 1.680
  47. Itu: 1.654
  48. Itapecerica da Serra: 1.634
  49. Ferraz de Vasconcelos: 1.524
  50. Atibaia: 1.510

 

Acumulado do ano (jan a abr)

  1. São Paulo: 79.680
  2. Guarulhos: 9.435
  3. Campinas: 8.869
  4. São Bernardo do Campo: 6.791
  5. Sorocaba: 5.367
  6. São José dos Campos: 5.362
  7. Ribeirão Preto: 5.237
  8. Franca: 3.894
  9. São José do Rio Preto: 3.821
  10. São Caetano do Sul: 3.602
  11. Santos: 3.425
  12. Piracicaba: 3.183
  13. Mogi das Cruzes: 3.172
  14. Santo André: 3.133
  15. Bauru: 3.078
  16. Sumaré: 2.846
  17. Taubaté: 2.785
  18. Indaiatuba: 2.761
  19. Limeira: 2.400
  20. Botucatu: 2.335
  21. Cotia: 2.117
  22. Rio Claro: 1.997
  23. Sertãozinho: 1.933
  24. Santana de Parnaíba: 1.828
  25. Cajamar: 1.822
  26. Osasco: 1.820
  27. São Carlos: 1.809
  28. Jaboticabal: 1.805
  29. Taboão da Serra: 1.794
  30. Jundiaí: 1.773
  31. Mauá: 1.663
  32. Diadema: 1.649
  33. Vinhedo: 1.609
  34. Paulínia: 1.561
  35. Itu: 1.550
  36. Araras: 1.524
  37. Presidente Prudente: 1.515
  38. Araraquara: 1.502
  39. Birigui: 1.351
  40. Marília: 1.332
  41. Americana: 1.303
  42. Pontal: 1.282
  43. Barra Bonita: 1.237
  44. Araçatuba: 1.236
  45. Elias Fausto: 1.187
  46. Andradina: 1.165
  47. Votuporanga: 1.140
  48. Tatuí: 1.132
  49. Atibaia: 1.124
  50. Pitangueiras: 1.095

 

Em todos os períodos houve crescimento na criação de vagas no estado: 0,54% em abril, 2,08% no acumulado do ano e 3,49% em 12 meses. Além disso, São Paulo criou 31,8% do total de vagas com carteira assinada do país em abril, 30% do total no acumulado do ano e 28% do total em 12 meses.

 

No Sudeste, o estado de São Paulo foi responsável por criar cerca de 60% do total de vagas da região em todos os períodos.

 

São Paulo – vagas criadas

  • Abril: 76.299
  • Acumulado do ano até abril: 287.968
  • Acumulado de 12 meses: 476.896

Brasil – vagas criadas

  • Abril: 240.033 vagas
  • Acumulado do ano até abril: 958.425
  • Acumulado de 12 meses: 1.701.950

Sudeste – vagas criadas

  • Abril: 126.411 vagas
  • Acumulado do ano até abril: 481.903
  • Acumulado de 12 meses: 842.858

 

Vagas por setores

O setor de Serviços foi o responsável por criar o maior número de vagas em abril. Veja o desempenho de cada setor da economia:

 

  • Serviços: 41.734
  • Indústria geral: 15.497
  • Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura: 8.795
  • Comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas: 6.232
  • Construção: 4.051

 

Dentro do setor de Serviços os seguintes subsetores foram responsáveis pelo maior número de vagas:

  • Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas: 19.133
  • Administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais: 11.049

 

Salário médio de admissão

Enquanto o salário médio de admissão no Brasil ficou em R$ 2.081,50, em São Paulo foi de R$ 2.403,33. O rendimento no estado aumentou 1,41% em relação ao mês anterior e 0,37% em relação ao mesmo mês do ano passado. No Sudeste, o salário ficou em R$ 2.270,30.

 

Novamente, o estado de São Paulo registrou o maior salário médio de admissão do país, seguido por Distrito Federal (R$ 2.208,26), Rio de Janeiro (R$ 2.198,43) e Santa Catarina (R$ 2.131,39).

 

*Governo de SP

Quer receber em primeira mão nossas principais notícias e reportagens?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *